O que atrapalha homens e mulheres na hora do sexo

O que atrapalha homens e mulheres na hora do sexoCostuma-se separar no YouTube esses vídeos em Para Homens e Para Mulheres. É lógico que existem temas específicos relacionados às mulheres, e temas ligados aos homens, mas, se você reparar bem, perceberá que – normalmente – todos os problemas que afetam um afetam o outro. Aqui vamos procurar listar alguns problemas aos quais ainda não nos referimos nos artigos e vídeos que já postamos em relação a temas como este.

Por exemplo: já não precisamos mais falar (a menos que ainda surja alguma dúvida) sobre a questão da disfunção erétil, que já abordamos em várias publicações. Aliás, é uma questão que confirma o que eu acabei de dizer, pois acaba afetando o casal. Isto porque, embora seja um problema que possa ocorrer com o homem, é lógico que vai afetar também a mulher.

Como cuidar do pênis

Mas uma questão ainda não abordamos aqui, que é a circuncisão. Como você deve saber, circuncisão é o procedimento para remover o prepúcio do pênis quando aquela pele que cobre a glande, que chamamos popularmente de cabeça do pênis, é tão fechada que provoca dor e muito incômodo. E também dificulta até mesmo a higienização do órgão masculino. E isso, aliás, contribui para piorar a situação, com a possível proliferação de fungos, bactérias e vírus no pênis e maior risco de infecções urinárias.filho pequeno com medo

Se você nota que seu filho pequeno tem essa dificuldade, leve-o ao médico, para uma avaliação. O nome disso é fimose, que, se não for resolvida, vai acompanhar o homem pelo resto da vida.

Problema não enfrentado é problema piorado

É lógico que, depois dos 3 ou 4 anos de idade, ou até um pouco mais tarde, isso pode ir diminuindo e desaparecendo. Mas se for constatada a fimose ainda na infância, o ideal é que o menino se livre dela antes de chegar à fase adulta propriamente dita. Isto porque, além de as relações sexuais estarem ocorrendo muito cedo, hoje em dia, homens adultos podem manifestar apreensão e nervosismo na hora de ter que optar pela cirurgia.

homem medroso

Não se pode esquecer que tem homem medroso nesse mundo. Se a fimose não for muito acentuada, a ponto de se tornar muito dolorosa e incômoda e dificultar muito na hora de urinar, a cirurgia pode ocorrer entre os 7 e os 10 anos de idade. Mas se você, homem adulto, que está nos lendo ou assistir ao vídeo abaixo, padece do problema, não pense que vai se livrar dele por milagre. E você vai perceber que resolver o problema vai ser melhor tanto para você como para sua parceira, com relações muito mais prazerosas.

Dor não é só do parto

Em relação às mulheres, um problema mais comum do que se imagina é a dor na hora da relação. Existem mulheres que escondem o fato por acharem que o companheiro vai se ofender imaginando que está sendo rejeitado. Veja como isso, mais uma vez, pode afetar o casal, acarretando inclusive problemas no relacionamento.

Quando a mulher sente dor na vagina durante as relações não deve ficar esperando que isso desapareça com o tempo. Principalmente se não é um problema de cuca, ou seja, se ela não tem nenhum problema psicológico ou algum trauma que faça com que ela tenha aversão ao sexo ou algum preconceito, pode ser um problema físico relacionado a muitos fatores. Exemplos: infecções, doenças uterinas, o vaginismo, que provoca contração dos músculos da vagina ou uma série de outras questões que precisam ser avaliadas.

Saber conversar é fundamental

Converse com o parceiro e mostre a ele a necessidade de ir a um ginecologista. Se for desses machões muito desconfiados, explique a questão que lhe afeta, com calma e paciência, e mostre que o problema não tem nada a ver com ele, mas sim com algo que afeta você e que pode se agravar e resultar em ocorrências ainda mais sérias e desagradáveis. Ou até graves.

Uma sugestão caso seja preciso facilitar as coisas: assista ao vídeo a seguir junto com ele.

Machismo só atrapalha

Não estou dizendo que é o seu caso, mas o fato é que no Brasil ainda prevalece uma dose de machismo muito alta. E uma grande parcela da população não entende nem respeita a sexualidade feminina.

Lembre-se: não tenha medo de enfrentar seus problemas. Tenha medo é de adiar as soluções, porque todos os problemas – principalmente os ligados à saúde – são mais fáceis de resolver se forem tratados o mais rámulher consultapido possível.

Muitas pessoas, com toda a razão, se queixam do péssimo serviço público de assistência médica à população. Mas o incrível é que muitas dessas pessoas, que inclusive têm acesso a planos de saúde, acabam protelando essas providências.

Seja qual for o seu caso, resolva-o o mais rápido possível, porque saúde e sexualidade saudável são dois componentes básicos da felicidade.

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.