Foi violentada pelo pai e vai ficar por isso mesmo?

Foi violentada pelo pai e vai ficar por isso mesmoManter um site e um canal sobre sexualidade dá muito trabalho e prejuízo, mas a cabeça das pessoas anda tão confusa e às vezes até tão doente que, mesmo ficando no prejuízo, eu vejo como uma missão manter essa plataforma. E o simples título desta postagem (Foi violentada pelo pai e vai ficar por isso mesmo?) já é suficiente para que meu trabalho gere limitações por parte do YouTube.

Grande parte dos meus vídeos, mesmo sendo altamente educativos, são bloqueados para monetização. E alguns deles já foram até retirados do ar, embora exista tanta pornografia na internet e no próprio YouTube, e no meu canal eu nunca apele para a pornografia e para linguagem de baixo nível.

Então, se você quer prestar seu apoio para que o canal continue existindo, deixe o seu sinal de positivo, compartilhe o vídeo (link mais afiante) e, se não for inscrito, faça agora a sua inscrição para não esquecer.

Drama de uma criança

ato criminosoNós vamos hoje falar sobre o caso de uma criança que se tornou a vítima do próprio pai. Hoje ela já é uma mulher e relatou no canal seu drama vivido na infância. Numa postagem corajosa, ela conta que foi violentada pelo pai dos 5 aos 7 anos de idade. É uma mulher casada e diz que mantém relações sexuais com o marido duas vezes por mês, só pra agradá-lo, pois ela não gosta de sexo.abusou

Paula fez esse desabafo num dos vídeos em que eu falei sobre assexualidade, ou seja, sobre o caso de pessoas que não gostam de sexo. Só que nesse vídeo, que você pode assistir clicando AQUI, eu explico que a assexualidade não seria exatamente uma aversão à prática de sexo em decorrência de traumas ou de repressões, pois esse desinteresse por sexo pode ocorrer em pessoas que inclusive se casam – muitas vezes – e vivem uma vida tranquila e harmoniosa, explicando ao parceiro ou parceira a sua condição de assexuada.

Vítima de um ato criminoso

Não é o caso de Paula. Ela adquiriu aversão ao sexo em consequência de um crime grave, que por sinal eu já abordei em outro vídeo, que você também pode assistir acessando este link.cadeia nele

Aliás, esses são exemplos de como o sexo é ainda um grande tabu, porque vídeos como esses estão entre os quem são bloqueados para monetização pelo próprio YouTube. Assista e diga nos comentários se esses vídeos podem sofrer qualquer tipo de limitação, como se as pessoas não pudessem assisti-los. São vídeos que esclarecem a sociedade sobre os abusos e absurdos que acontecem, e que podem ajudar as pessoas (esses vídeos) a se protegerem contra esses absurdos.

O caso da Paula é típico. Talvez por causa da falta de orientação, por medo de ser castigada em razão de possíveis ameaças que deve ter recebido na infância, ela herdou um trauma resultante, segundo ela mesma relata, de um crime gravíssimo, que a leva agora a praticar sexo apenas para agradar o marido.

Atenção de toda a sociedade

Evidentemente, pelo tempo que já passou, possivelmente esse crime cometido pelo pai dela já deve estar prescrito. Mas a sociedade tem que se mobilizar para que casos como esses não aconteçam. É preciso denunciar os abusos sexuais e os casos de estupro ou qualquer tipo de violência.

Mas é preciso também uma visão preventiva, no sentido de parar de encarar o sexo de forma doentia, pois existe ainda um grande número de pessoas que, ou receberam uma educação distorcida ou repressora, ou tornaram-se vítimas de fanáticos religiosos que entopem a cabeça das pessoas de tabus totalmente sem sentido, altamente destruidores e que muitas vezes transformam em tragédia a vida de muitas pessoas que poderiam ser felizes vivenciando uma sexualidade sadia sem essas distorções.

Dogmas e fanatismos

estupidezNós aqui até já comentamos o caso dessa outra frequentadora do canal (leia o comentário) que faz afirmações absurdas, influenciada por dogmas e fanatismos religiosos que há muito tempo já deveriam ter sido banidos.

Aliás, nesse mesmo vídeo sobre assexualidade, que recebeu muitos comentários, uma frequentadora foi ofendida, exatamente porque se queixou de que o marido não queria praticar sexo, o que a deixava insatisfeita.vanessa

Era um desabafo totalmente legítimo (leia também esse comentário).  No entanto, ela acabou se transformando em alvo de frequentadores que adotaram uma postura vulgar e desrespeitosa, xingando-a e tentando humilhá-la.

Até o Papa entende

Meu caro, minha cara, também no canal eu publiquei um vídeo em que o Papa, que hoje sofre campanhas absurdas por parte da facção altamente retrógrada dentro da Igreja, enfatiza que o sexo é uma criação de Deus. Como nós costumamos dizer, o problema não está na sexualidade em si, mas na maneira como as pessoas encaram uma coisa tão normal, que não poderia jamais ser alvo de tanta violência e ignorância.

Pode ter certeza de uma coisa: muitas pessoas têm tido suas vidas arrasadas em razão desses absurdos. E frequentemente pode-se verificar que quem encara o sexo de forma tão doentia são exatamente os maníacos, os recalcados e os infelizes, que propagam o ódio em sociedade.

Sem justiçamentos

Lute contra isso. O canal e o site Recado Secreto agradecem desde já a sua contribuição para banir da sociedade essas barbaridades.

E aproveite para assistir ao vídeo logo abaixo, no qual alertamos que exigir justiça não pode ser confundido com justiçamento em praça pública (linchamento), outra barbaridade que tem que ser repudiada pela sociedade.

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.