Como ser feliz na cama sem ser dormindo

Como ser miniatura site

Para muita gente basta isso: dormir. Como aliás disseram várias pessoas quando falamos sobre assexualidade, ou seja: a falta de vontade de fazer sexo.

Mas existem os que gostam e que acabam não sentindo muito prazer. E os que gostam e sabem como obter prazer.

Este vídeo interessa a todo mundo.

O primeiro passo algumas pessoas ainda acham que não é fundamental, mas é: preliminares.

Sexo para ser bem vivido exige envolvimento. Não se limita à existência do órgão sexual entre as pernas, pois isso todo mundo tem.  Carícias e beijos geram o clima propício a uma relação sexual mais prazerosa e harmoniosa, porque aumentam a intimidade do casal e permitem identificar as chamadas zonas erógenas, ou seja, aquelas em que cada um sente mais prazer. E isso pode ser diferente de uma pessoa para outra, acredite. É também uma forma de fazer com que a mulher fique mais relaxada e assim que possa aproveitar mais a relação.

Como ser feliz, então?

Esse primeiro ponto leva ao segundo: não fazer sexo por rotina ou obrigação. Muitas vezes o parceiro ou parceira acredita que mostrar-se sempre receptivo ou receptiva ao sexo, mesmo sem estar com vontade, vai impedir a infidelidade. Mas a infidelidade tem muitas outras causas, sobre as quais já falamos e podemos falar de novo em outro vídeo, se você quiser.

Transar é bom quando se está com vontade. Se o parceiro ou parceira diz que está com dor de cabeça você pode até não acreditar, mas acredite que ele ou ela não está a fim. E querer de qualquer jeito pode ser muito pior do que não fazer.

(Assista ao vídeo ou continue lendo)

Amor sincero, carinho e bom diálogo são as formas de manter um bom relacionamento. Deixe o sexo para quando estiverem com vontade.

Os dois primeiros pontos podem também levar ao terceiro: ficar à vontade para ter coragem de manifestar o que quer na cama. Sim, porque timidez é algo que diminui depois das preliminares que levam à excitação e, consequentemente, à vontade de transar.

E se você tiver mais sensibilidade pode fazer até nascer essa vontade em quem não está exatamente com vontade em determinado momento. Exigir de qualquer jeito não é o caminho ideal. Pode até funcionar com uma boneca inflável, se você é do tipo capaz de transar com um corpo inerte ou sem tesão. Mas numa transa real não funciona bem.

Orgasmo não é obrigação, é prazer

Mais um ponto: Não encarar o orgasmo como uma obrigação em todas as transas. Se você encarar o orgasmo como algo que tem que acontecer de qualquer jeito vai pensar mais nele do que na transa propriamente dita. Ou seja, vai aumentar seu grau de ansiedade e dificultar o orgasmo em vez de facilitar. O importante é o prazer. Se não chegar ao orgasmo, pelo menos já sentiu prazer. E se sentir prazer, fica mais fácil chegar ao orgasmo.

Libere-se para fantasias e espante as repressões. Uma transa pode ter muitos ingredientes. Casal que entra na rotina está preso a repressões ou não tem imaginação. Ficar ouvindo o que diz o padre ou então prender-se ao que o pastor diz que condena, mas que ele próprio faz escondido, só vai atrapalhar. Isso sem contar as bobagens que todo mundo já ouviu várias vezes da boca de quem quer reprimir o prazer. Pense no seu corpo e nas sensações de prazer que ele pode lhe proporcionar na presença de quem você ama. E viva a vida com prazer.

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.