Respondendo a perguntas de quem já pensa até em suicídio

Respondendo a perguntas de quem já pensa até em suicídioAs perguntas que nos chegam são muitas e, evidentemente, não dá para responder a todas elas num só artigo. Sendo assim, estamos dando preferência às maiores preocupações. Ou seja: estamos respondendo a perguntas de quem já pensa até em suicídio.

Antes de mais nada, uma dica que consideramos fundamental. Parece óbvio, mas nem todo mundo compreende ou se dá conta: sexo faz parte da vida. Sexo é vida. Se não fosse o sexo, você não teria nascido. Então, não existe motivo para tanta encucação em relação a algo que faz parte da vida.

E se você sente alguma dificuldade em matéria de sexo, visite a guia Para Homens. Ficou surpresa, mulher? Nada a temer, porque existe também uma seção Para Mulheres.

Para evitar constrangimentos

As perguntas que vamos mostrar aqui são públicas, qualquer um pode ver, bastando acessar o canal Recado Secreto. Mas compreendemos que existem situações em que as pessoas sentem constrangimento em fazer perguntas. Isto porque têm medo de se exporem sobre questões íntimas e pessoais.

E é por isso que existe o Recado Secreto: para preservar a sua identidade, quando você achar melhor. E exatamente por isso mesmo criamos um endereço de email para onde você pode remeter suas dúvidas e com isso não ser identificado. Basta acessar o seguinte endereço para enviar sua pergunta: minhapergunta@recadosecreto.com.br

Assexualidade para quem não sabia que existe

Isto que a Karla está dizendo não é uma pergunta, mas uma constatação da frequentadora do canal Recado Secreto que se sentiu aliviada. Isto porque, afinal, ela concluiu que é uma pessoa normal.assexualidade

É um vídeo no qual nós falamos sobre assexualidade, ou seja: pessoas que não gostam de praticar sexo. Pode parecer que não, mas essas pessoas sofrem de muito preconceito e chegam a ficar deprimidas. A assexualidade não é uma doença, e as estimativas são de que um por cento da população mundial é de assexuados. Isso significa algo superior a 70 milhões de pessoas.

Mais uma vez os preconceitos

acariciandoNão confunda com timidez, com frigidez, com impotência ou com abstinência. Esta última como no caso do celibato, por exemplo. A assexualidade é uma condição em que as pessoas não sentem vontade. E nem se incomodam com a falta de sexo. Mas, a exemplo da homossexualidade, são vítimas de um comportamento condenável que leva as pessoas a se intrometerem na vida pessoal dos outros, o que resulta nos preconceitos.

Se o assexuado não tem o devido esclarecimento, isso também pode gerar problemas no seu relacionamento. Por exemplo: pode querer namorar e achar que fica esquisito não fazer sexo. Ou ser rejeitado exatamente por essa razão, lembrando aqui que tanto mulheres como homens podem ser assexuados. Existem casos de homens que ingerem até as chamadas pílulas azuis para agradar a companheira. Mas, evidentemente, percebem que isso é uma fraude, o que pode gerar crises pessoais.

Quem quer só namorar?

Uma das coisas que é fundamental saber: existem os assexuados românticos e os assexuados arromânticos. Assexuados românticos são os que namoram, sentem carinho no relacionamento, aceitam essa relação amorosa mas… não sentem vontade de fazer sexo. Podem até se casar, mas a relação sexual não ocorrerá nessa relação.só namorar

É lógico que o companheiro ou a companheira tem que estar ciente previamente dessa condição para afinal saberem se irão ter a capacidade de vivenciar uma relação assim. É muito melhor, certamente, do que o assexuado esconder isso e ficar se violentando na tentativa de ter um sexo que não faz parte de sua natureza.

Já os assexuados arromânticos são aqueles ou aquelas que simplesmente estabelecem relações sociais de amizade mas não sentem vontade nem de namorar.

Se você não sente falta dessa vontade, você não deve arruinar a sua vida por causa do que os outros pensam. Caso alguém se interesse por você, do ponto de vista sexual, é melhor você abrir logo o jogo, explicar que não tem nada a ver com falta de atração sexual ou com rejeição pessoal de qualquer natureza. Isso é fundamental para que a outra pessoa também não fique encucada, sentindo-se rejeitada.

Quando a gravidez é impossível

Até onde se sabe, essa dúvida (logo abaixo, à direita) decorre das pessoas que são vítimas de tabus. Com isso, acabam sendo convencidas de que até os carinhos ousados também podem engravidar. É, na verdade, uma forma de repressão à qual estão sujeitas principalmente as mulheres. Isto porque delas é cobrado um comportamento excessivamente recatado que nem combina mais com os dias de hoje.

A gravidez decorre do encontro do espermatozoide com o óvulo e, portanto, pressupõe a penetração e a ejaculação. É lógico que essa dúvida pode resultar também do medo do chamado coito interrompido, em que o homem retira o pênis antes de ejacular. Nesse caso existe, sim, a possibilidade de gravidez segundo as explicações que demos no vídeo em que surgiu o comentário.

E também, obviamente, existem os métodos cada vez mais sofisticados de inseminação artificial. Ou seja, a fecundação sem a relação sexual propriamente dita. Mas nesses casos não haverá penetração e sim a necessidade de recolher o esperma que contenha espermatozoides. A ciência pode até estar buscando outras formas de fecundação que dispensem a presença do espermatozoide. Mas, até onde nós sabemos, isso não foi descoberto ainda.

E mais uma vez é bom recomendar: sempre mantenha a calma. Por isso, estamos respondendo a perguntas de quem já pensa até em suicídio. O que, evidentemente, não deve ser o seu caso.

Pânico só faz complicar

Pensando no piorA terceira dúvida representa, na verdade, uma infinidade de dúvidas frequentes no canal e no site, devido à preocupação constante com a impotência e a masturbação. Vamos procurar detalhar ao máximo a resposta na certeza de que estaremos atendendo a questões levantadas por um grande número de frequentadores do canal e do site.

Em primeiro lugar, a masturbação não causa impotência. Também não é a causa de espinhas no rosto, como muitos adolescentes são levados a acreditar. E essa enganosa certeza surge exatamente porque começam a se masturbar mais numa idade em que é comum começarem a surgir as espinhas no rosto.

Mas a masturbação é uma prática que exige uma ampla análise. A primeira recomendação: esqueça todas as bobagens que as religiões repressoras tentam colocar na sua cabeça, o que leva à noção de pecado. E, consequentemente, de culpa. Isto sim, começa a resultar em todas as encucações.

Descoberta do prazer

Como já dissemos em outros vídeos, a masturbação normalmente começa a ser praticada na infância, quando se inicia a fase de descoberta do corpo e do prazer. E, logicamente, pode se estender até a adolescência como hábito frequente.masturbação

Na fase adulta ela pode ocorrer por vários fatores, mas não é verdade que todos os adultos se masturbam. Toda generalização é burra. Assim como não é indício de inteligência se você se masturba exageradamente. Nesse caso, o que faz mal não é a masturbação em si, mas o exagero. Que, aliás, faz mal em qualquer situação.

Se você corre em excesso não vai lhe fazer bem. Se come exageradamente vai lhe fazer mal, mais ainda no jantar. Qualquer exagero faz mal. E alguns exageros provocam situações que levam ao desespero. Continue lendo atentamente, pois estamos respondendo a perguntas de quem já pensa até em suicídio. O que, certamente, não é o seu caso.

O emocional broxante

Existem muitos jovens que nos escrevem com frequência dizendo-se desesperados porque se masturbam, mas não conseguem a ereção quando vão manter relações com alguém. Então está na hora de pensar: não será que a sua dificuldade não estaria relacionada ao seu emocional? Ou ainda: você já pensou no fato de que, durante o chamado prazer solitário, você não está sendo observado nem tem o seu prazerdesempenho avaliado por ninguém? Não seria a sua dificuldade uma consequência da sua necessidade de se mostrar um super-homem na hora do sexo, o que leva muitos homens a tomarem pílulas estimulantes mesmo sem precisarem, como já alertamos em outros vídeos?

Muitos têm dificuldade de relacionamento e substituem a presença de outra pessoa pela masturbação. Ou seja: sentem-se à vontade quando estão sozinhos. E se sentem intimidados ou mesmo apavorados na presença da namorada ou de qualquer outra companhia com quem pretendam transar.

Traumas e outras barreiras

No caso do jovem que sente tanto desespero a ponto de pensar em suicídio, calma, tire esse pensamento da cabeça. Você agiu corretamente, procurou um médico, fez exames. Se você está bem de saúde, se não tem nenhuma das doenças que podem provocar disfunção erétil, se não tem problema de circulação sanguínea, se não consome drogas, você já eliminou a grande maioria dos obstáculos, a parte mais difícil.

O que você precisa agora é de um terapeuta sexual para avaliar a origem de sua dificuldade, que pode ser emocional, psicológica, e que pode estar no seu subconsciente. E muitas pessoas se desesperam. Por essa razão estamos respondendo a perguntas de quem já pensa até em suicídio.

É isso mesmo: muitos traumas sofridos na infância permanecem ocultos. Não estão sendo percebidos pelo consciente. Estão, isto sim, escondidos no seu subconsciente. Isso não é bobagem, como muitos imaginam. Isso existe.

Respondendo a perguntas de quem já pensa até em suicídio

Nós conhecemos uma mulher que tinha sérios problemas de relacionamento e constantes enxaquecas. Ela fez exames médicos e não conseguiu identificar nenhuma doença. Recorreu então a uma terapia de regressão, na qual muita gente não acredita. E acabou se recordando de um aborto que ela foi forçada a fazer muitos anos antes. A sua memória não era tão limitada assim. A questão é que aquela experiência do aborto, quando ela era quase uma criança ainda, foi tão traumática que ela fazia questão de esquecer.amor e sexo

Outro questionamento que você deve fazer a si mesmo: será que sexo para você virou um vício, a ponto de se transformar numa obstinação? Será que você não está exigindo mais de você mesmo do que você precisa? Será que você já examinou seu pênis para saber se existe alguma falta de sensibilidade nos seus órgãos genitais? Não queremos que você se desespere. É esse exatamente o motivo pelo qual estamos respondendo a perguntas de quem já pensa até em suicídio.

Sem exageros nem desesperos

Muitos homens também têm um excesso de energia que os leva a se masturbarem obstinadamente. Eles acabam esgotando essa energia, que nem sempre se faz presente na hora do sexo com outra pessoa. Procure gastar esse excesso de energia fazendo exercícios, natação, musculação. Isso vai melhorar até a circulação sanguínea. Desde que, voltamos a frisar, você não exagere.

O rapaz que fez a pergunta diz que tem apenas 26 anos. Isto, obviamente, significa que tem ainda a perspectiva de uma longa vida pela frente. Não jogue isso fora por causa do seu desespero.

Bom, como nós já dissemos, esses são assuntos que não se esgotam nunca. Sempre irão existir dúvidas, dilemas e até desesperos. Informação ajuda, exercícios ajudam, boa alimentação ajuda. Tem um monte de coisas que ajudam. O desespero só atrapalha. Portanto, não se desespere, nunca.

Recado Secreto FANPAGE

 

 

 

 

 

Clique para conhecer

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.