Mulher tem mais doença sexual do que o homem?

Mulher tem mais doença sexual do que o homemEstamos falando aqui, evidentemente, nos problemas de saúde e não das chamadas DSTs, ou doenças sexualmente transmissíveis. Sobre elas também falaremos mais adiante. Aí você poderá responder à pergunta: mulher tem mais doença sexual do que o homem?

É bom que se esclareça isso. Porque, em relação às DSTs, não existe nenhum sexo privilegiado em matéria de estar mais livre de contaminação.

Se não forem tomados os devidos cuidados, evidentemente as chamadas doenças venéreas vão afetar tanto homens como mulheres.

Ataca mais as mulheres

Só que existe uma doença que não pode ser considerada DST, mas que incomoda muito durante o sexo. E que afeta muito mais as mulheres do que os homens.Mulher tem mais doença sexual do que o homem devido à anatomia feminina

Eu estou me referindo à infecção urinária, que faz com que as mulheres sintam incômodos como irritação no órgão sexual, dor e ardência quando está urinando. E que, evidentemente, incomoda muito na hora da prática sexual.

No caso específico da infecção urinária (e daqui a pouco vamos explicar outras causas desses sintomas) essa incidência maior nas mulheres teria como origem a diferença entre a anatomia feminina e a masculina.

Tudo começa no intestino

Segundo explicam os médicos, a anatomia feminina facilita a contaminação devido à Mulher tem mais doença sexual do que o homem por causa da constipaçãoproximidade entre o intestino e a uretra, que é o canal por onde sai a urina.

E é aí que entra a questão da saúde intestinal.

Quando a mulher tem intestino preso e não consegue eliminar, pelas fezes, as bactérias do trato gastrointestinal, esses micro-organismos acabam migrando para a uretra. É isso que causa a infecção urinária.

Ainda segundo explicam os especialistas, essas infecções afetam muito mais as mulheres devido à proximidade entre o intestino e a bexiga. No caso dos homens, essa distância é de 22 centímetros. Nas mulheres é de apenas 5 centímetros, observam esses especialistas.

E calcinha também merece atenção

E no caso da infecção urinária, fatores aparentemente inofensivos, como uma calça muito justa ou apertada e o uso de calcinhas de tecidoCalcinha merece atenção sintético, também podem precipitar ainda mais o problema. São fatores que causam irritação e a posterior infecção por facilitar a penetração de bactérias, inclusive.

Aliás, sobre essas questões eu já fiz até um vídeo (Assista) falando sobre o uso de calcinha. Vídeo esse que o YouTube, absurdamente, mais uma vez penalizou com impedimento de monetização, embora seja um vídeo de teor educativo e elucidativo.

O direito ao prazer

Ter boa saúde é fundamental na hora do sexo. Qualquer anomalia atrapalha, causa incômodo e gera obstáculos ao prazer. E ninguém pode ter que se conformar, digamos assim, de se ver privado do prazer, simplesmente porque todos têm direito a ele. Mas é preciso consultar bons médicos, que detectem a origem desses males, em vez de ficarem prescrevendo continuamente os mesmos medicamentos no caso de reincidência.

Está mais do que provado que o uso abusivo de antibióticos, por exemplo, tem efeito danoso sobre o organismo. Além disso, esse uso abusivo acaba provocando a necessidade de antibióticos cada vez mais fortes para combater as infecções.

Atenção para as DSTs

Atenção para as DSTsMas, atenção, a infecção urinária não é a única causa desses incômodos, como ardência ao urinar e outros sintomas que prejudicam o prazer. Especialmente nos casos em que surge o corrimento vaginal, é de fundamental importância procurar a ajuda de um especialista.

Isto porque outras doenças, e aí estão incluídas as DSTs, podem ser a origem desses sintomas, tais como a gonorreia e o herpes vaginal.

Sexo não combina com falta de prazer. E falta de uma boa saúde não combina com sexo. Por isso mesmo – e isso obviamente serve para ambos os sexos – é de fundamental importância manter a máxima vigilância em relação a qualquer sintoma que apareça.

Procure os nutrólogos

Quer uma sugestão na hora de escolher um bom médico? Procure os que, além do curso de medicina, se especializaram também em Nutrologia. Porque a sua alimentação interfere diretamente tanto no surgimento das doenças como na forma de combater essas doenças.Alimentação é fundamental

Médicos que se limitam a passar remédios estão cuidando apenas dos sintomas. Nos casos em que as doenças são reincidentes, como a infecção urinária, a constante prescrição de remédios não vai resolver. E pode até prejudicar ainda mais.

E no caso da infecção urinária, entre outras enfermidades, a saúde do intestino é de fundamental importância. Consequentemente, a alimentação também se mostra fundamental. Comprovadamente.

Cuidados redobrados

Já nos casos de doenças venéreas, as chamadas DSTs, algumas têm tratamento, mas não têm cura. Entre essas estão o herpes e a AIDS. Mas existem doenças que, até há pouco tempo, eram combatidas facilmente, com uma simples penicilina, e que hoje vêm se agravando perigosamente, como a gonorreia, ou blenorragia.

Vida sexual saudávelVida sexual saudável faz bem à saúde, à mente e ao coração. Não deixe que as doenças privem você desse prazer. Que é benéfico inclusive para manter um bom relacionamento.

Fique sempre atenta(o), informe-se e cuide da saúde. Do que depende também não só a prevenção e a informação, como a alimentação.

Inscreva-se no nosso canal, deixe aí o seu sinal de positivo se gostou do vídeo, nos diga qual é a sua dúvida ou o seu dilema

E visite sempre o nosso site.

O nosso lema sempre foi, é e continuará sendo sexualidade, relacionamento e comportamento em alto nível.

 

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.