Ponto G e outras partes sensíveis do corpo da mulher

Ponto G e outras partes sensíveis do corpo da mulherVocê já deve ter ouvido falar no ponto G. E nós, inclusive, já fizemos postagens sobre este tema. E vamos abordar agora o Ponto G e outras partes sensíveis do corpo da mulher.

Nós sabemos que existe muita controvérsia sobre o tal do ponto G, e vamos falar sobre isso daqui a pouco.

Mas, se você ainda está em dúvida sobre as partes sensíveis ao prazer, no corpo da mulher, este vídeo é para você.

Estimular zonas erógenas

Nós sempre chamamos a atenção, em nossos vídeos, sobre a importância das chamadas preliminares, que vêm antes do ato sexual propriamente dito.

E também sobre a terapia tântrica, que ajuda a potencializar ainda mais não apenas a descoberta desses pontos sensíveis, como a própria estimulação dessas zonas de prazer no corpo humano.

Por isso mesmo, a terapia tântrica é uma ótima opção para os casais que passam por algum período difícil no relacionamento. Ou para quem pretende alcançar um patamar mais elevado de técnicas de prazer bem acima do comum.

Ou, ainda, para encontrar com mais facilidade o Ponto G e outras partes sensíveis do corpo da mulher.

Prazer sem mistérios

Ponto G e outras partes sensíveis com terapia tântrica

Na verdade, proporcionar prazer é até mais fácil do que parece para muita gente que ainda hoje encara a sexualidade como um bicho de sete cabeças ou como algo que não faz parte da vida.

Vamos começar com uma pergunta: você sabe qual é o maior órgão do ser humano?

Pode lhe parecer estranho, mas o maior órgão do ser humano é a pele.

Isso mesmo, a pele é um órgão. E, obviamente, por se estender por todo o corpo, é considerado o maior órgão.

Pele e sensações

Isto significa também que, por ser um órgão sensorial, ou seja, de grande sensibilidade, as áreas de prazer se espalham pelo corpo inteiro, por mais que você duvide disso.

Por essa razão, o que parece um gesto simples, que é o gesto de abraçar, pode se tornar um estímulo sexual, dependendo da forma como se abraça e da forma como se recebe esse abraço.

Havendo a intenção de dar-se, e a intenção de sePele e sensações entregar com sinceridade, o toque de pele já serve como estímulo.

É por isso que muita gente usa a expressão questão de pele  quando se refere a uma boa relação entre duas pessoas. Ou seja, quando fala acerca da sensibilidade no toque e ao sentimento ou à impressão que esse toque proporciona. O toque pode ser boa ou ruim, dependendo exatamente de serem as pessoas certas ou não, quando ocorre esse abraço.

Ponto G e outras partes sensíveis do corpo da mulher

Mas existem também os casos em que as relações já existem, já estão estabelecidas, e ainda assim muitas pessoas não se sensibilizam para a importância desse contato. E sequer sabem que praticamente todas as partes do corpo são sensíveis ao toque e podem gerar prazer.

Assim, a palavra pedólatra (não confundir com pedófilo) não deve ser aplicada apenas às pessoas que têm adoração pelos pés.

Os pés estão entre as partes do corpo que, dependendo da sensibilidade e do momento, podem gerar grande sensação de prazer. Sendo assim, dê a chance a esse toque, mesmo que você não se considere um pedólatra.

Ponto G entre mais de 800

Dizem os estudiosos que o corpo tem mais de 800 zonas erógenas. Evidentemente, não poderíamos aqui citar todas elas. Mas vamos nos referir a apenas algumas. E, se você tiver alguma pergunta ou quiser que a gente volte a abordar esse tema com mais detalhes, deixe o seu comentário.Ponto G e outras partes sensíveis do corpo da mulher como os lábios

Os lábios, evidentemente, podem ser sensualizados com o beijo. Mas passar os dedos levemente sobre os lábios também pode provocar prazer. No momento da paquera, é importante concentrar-se no movimento dos lábios durante a conversa.

Orelhas, pescoço e costas são regiões bem sensíveis. As orelhas são um capítulo à parte, pois podem ser exploradas externamente, com mordidinhas suaves, ou com a língua na parte interna quando o clima já está mais quente e íntimo.

A parte interna das coxas é um dos locais mais explorados na massagem tântrica, por exemplo.

Toque de leve nos seios

Ponto G e outras partes sensíveis do corpo da mulher como os seiosOs seios são muito sensíveis ao toque, mas algumas mulheres experimentam melhor prazer quando já estão mais excitadas. Os mamilos podem receber toques suaves com a lingua, mas é importante explorar também em volta dos seios, com movimentos circulares, bem suaves.

É lógico que o famoso bumbum está na lista. É o momento de estender o toque às costas e à cintura, na parte lateral. São regiões do corpo onde a mulher muitas vezes sente cócegas. Nesses casos, a pressão deve ser bem suave. Não insista se ela não gostar de sentir cócegas, evidentemente. A menos que isso se transforme numa brincadeira entre ambos, na relação.

O clitóris merece atenção especial, pois muitos homens erram ao imaginarem que essa é a região única a ser estimulada, ou mesmo a primeira.

Ao contrário disso, se a mulher não estiver ainda excitada o toque pode incomodar. Especialmente se a pressão for muito forte.

Suavidade, sempre

Experimente colocar as mãos espalmadas sobre toda a região com leves pressões intercaladas por toques ainda mais suaves. Pressionar a vagina com o joelho entre as pernas da mulher também provoca muita excitação, normalmente tanto na mulher como no homem.Suavidade

Mas nem é preciso entrar em muitos detalhes sobre os locais, pois, como já dissemos no início, toda a extensão do corpo é sensível ao prazer. E, se formos mencionar cada uma delas, este texto ficaria muito longo. O mais importante é a sutileza dos toques macios e leves, com muito carinho e suavidade.

Sensibilidade vem de sensível. Use a sensibilidade e tenha em mente a sensibilidade da mulher. Se não der destaque a essa questão fundamental, nem adianta querer ter o elenco completo das regiões sensíveis.

Em relação ao ponto G, que já abordamos em outras postagens, muita gente duvida da existência dele. Mas quem já conseguiu localizá-lo sabe perfeitamente que ele existe.

Ponto G e outras partesÉ uma região circular que pode ser identificada porque a textura do tecido é mais macia do que a pele que o circunda. Ele leva esse nome por ter sido identificado pelo médico e fisiologista alemão Ernst Grafenberg.

O ponto G fica localizado na parede interna da vagina, mais ou menos entre 2 a 3 polegadas acima da entrada vaginal.

Em muitas mulheres é fácil localizar esse ponto, que provoca muita excitação e até o orgasmo na mulher, se for acariciado com suavidade, com leves pressões circulares.

Mas não fique decepcionado se não conseguir localizá-lo nas primeiras tentativas. Vou avisando logo que é preciso, como em toda a relação com a amada, muita sensibilidade.

Boa sorte, portanto.

 

 

 

 

Para assistir ao vídeo, clique na imagem 

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.