Michelle Obama é homem? Ou é vítima?

michelle-e-familia

Proliferam na internet vídeos dizendo que a Primeira Dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, é homem, e que o presidente Barack Obama é gay. Então, vale a pergunta: Michelle Obama é homem? Ou é vítima?
Bom, em primeiro lugar, mesmo que isso seja verdade (e a fragilidade das supostas provas demonstra que é mais uma das grandes bobagens que circulam pela rede) isso seria problema deles.
Agora, será que em pleno século XXI ainda é impossível, na cabeça limitada de algumas pessoas, aceitar um presidente e uma Primeira Dama negros?
“Provas” ridículas: ela teria mãos de homem, ombros, proporções do corpo e até genitália.
Michelle é “musculosa”. Tão ridículo que nem vale a pena comentar.
Chegaram a fazer “gráficos” com medidas para “provar” que as medidas são de “homem”.
Isso é, no mínimo, falta do que fazer. Simplesmente ridículo.

Mas vamos ao vídeo, porque, do jeito que falam um monte de bobagens sobre uma mulher que é altiva e tem muita personalidade, falam também um monte de bobagens sobre ele, que é um líder incontestável, e por isso evidentemente causa muita inveja.

Vamos ao vídeo. É só clicar:

Sobre Barack Obama:
“Documentos” falsificados.
Pessoas “viram” Barack Obama frequentar ambientes gays.
Quem garante credibilidade dessas fontes?
Gays teriam permitido que ele escondesse ser gay para ter um presidente gay. Qual o ganho político disso? Se ele não “assumiu”, então não é um presidente que represente o movimento gay.
Teria que ter sido morto pelos muçulmanos quando se disse “cristão”. Mas os muçulmanos teriam também sido manipulados por Obama e o “pouparam” do que seria uma “traição” à sua suposta origem muçulmana.
Se ele “convenceu” assim tanta gente forte, como os movimentos gays e os muçulmanos, deve ser realmente um lider e tanto, com uma força política incrível.
Quem acha que Michelle é homem, ou não conhece mulher, ou não gosta de mulher. Muito menos de mulher bonita e charmosa.
Mas Michelle Obama responde a tudo isso neste vídeo. Assista.
Segue a nossa sugestão aos homofóbicos:
Diga a seu filho, referindo-se à suposta “influência” dos gays: Você não é obrigado a ser como ele, assim como ele não é obrigado a ser como você.
Então, respeite-o como ele é, para que você possa ser respeitado como você é.

 

Assista também:

Michelle Obama ainda é vítima de ignorantes

(09/10/2019)

Michelle Obama ainda é vítima de ignorantes
CLIQUE na imagem para assistir

 

 

 

 

 

 

 

CONTEÚDO

Numa época em que a ignorância invade a vida das pessoas, podemos constatar que essa mesma fatalidade toma conta da sexualidade ainda em pleno século 21.

Outro dia tive que expulsar do canal um sujeito que, seguindo o mesmo roteiro de quem não tem caráter e se esconde atrás de perfis falsos, se utilizou de linguagem ofensiva para tentar se exibir, dizendo que havia mantido relações sexuais sem ejacular e tinha engravidado a companheira.

Certamente é uma demonstração de machismo misturado com ignorância que não deveria nem tomar meu tempo para comentar. Resolvi falar nisso apenas para ilustrar essa incômoda realidade social de ignorância profunda.

Ora, um sujeito que se acha capaz de fecundar um óvulo sem a participação do espermatozoide é um completo ignorante em matéria do processo de fecundação.

E acredita também que somos todos burros a ponto de engolir essa versão fantasiosa, cujo único objetivo é se fazer de machão, quando essa ânsia de ostentação revela, na verdade, exatamente o contrário.

Também há quem encare o sexo como expressão demoníaca, ou seja, algo que seria coisa do diabo. Nesse caso, deixa evidente que não sabe sequer que ele nasceu porque seus pais mantiveram relações sexuais.

Se você frequenta o canal há algum tempo, sabe perfeitamente que nosso objetivo é divulgar orientações, dicas e informações sobre sexualidade, comportamento e relacionamento. Sempre em alto nível. E deve se lembrar também que, há cerca de 3 anos, eu publiquei no canal um vídeo, cujo objetivo era o de demonstrar que Michele Obama era vítima de escabrosa campanha, talvez pela sua condição de mulher, negra e esposa de um homem poderoso.

Por incrível que possa parecer, pessoas completamente sem noção nunca conseguiram entender o vídeo, muito claro em nossa detalhada argumentação.

Em primeiro lugar, as supostas provas de que ela seria homem são simplesmente ridículas. E se ela tem alguma inclinação homossexual é problema dela e do marido.

Essas pessoas sem noção se deixam enganar por montagens fotográficas dignas de um menino de 10 anos de idade. Além disso, pessoas que se importam, obstinadamente, com o comportamento sexual dos outros, é porque não estão bem com sua própria sexualidade.

Já assisti a vários vídeos em que Michele Obama, repito, nunca me pareceu homossexual. E, se fosse, insisto, seria problema dela e do marido.

Agora, considerar que ela seja um homem já ultrapassa todos os limites do ridículo.

O canal e o site Recado Secreto têm uma posição, já manifestada por diversas vezes, de respeito ao público LGBT. Nossa plataforma é direcionada a heterossexuais, mas isso não nos impede de rejeitar atitudes preconceituosas, invasivas e agressivas em relação à individualidade de quem quer que seja.

Bem típica do comportamento predominante hoje em meio às correntes políticas retrógradas, observa-se nessas manifestações sem noção o equívoco de imaginar, também, que política e vida pessoal possam se misturar.

O presidente de qualquer país tem obrigação de dar satisfações quanto às suas ações no campo político e institucional, além dos aspectos morais que venham a extrapolar a liturgia do próprio cargo.

Seria obrigado a se pronunciar e até se tornar passível de processo de impeachment caso cometesse atos tipificados em lei como abusivos ou criminosos, tais como assédio sexual e estupro. Em relação à sua própria individualidade, especialmente no que diz respeito à sua vida familiar, não há satisfações a dar a quem quer que seja, a não ser que incorra, como já dissemos, em práticas ilegais e que extrapolem suas obrigações e deveres como mandatário.

As manifestações sem noção que surgiram após a exibição do referido vídeo nada mais comprovam do que o comportamento típico de quem se sente no suposto direito de invadir a privacidade alheia. São pessoas recalcadas, mal resolvidas, ignorantes e, como já dissemos, retrógradas.

Esperamos que em pleno 2019 essas pessoas se curem. Que busquem ajuda profissional nas áreas de psicologia e psiquiatria. E que cuidem de suas próprias vidas. Porque estão precisando.

 

Deixe aqui o seu recado

%d blogueiros gostam disto: