Meta-se com a sua vida para encontrar o rumo certo

Meta-se com a sua vida para encontrar o rumo certoRevistas de fofoca sempre fizeram sucesso. E fofocas sobre a sua vida, você gosta que façam? Então, não tome como indelicadeza, pois vou dizer uma frase que você pode dizer a qualquer pessoa que pretenda interferir na sua vida pessoal: meta-se com a sua vida para encontrar o rumo certo.

Já fizemos várias postagens, incluindo vídeos, falando sobre temas delicados, como preconceitos, tabus, diferença de idade nos relacionamentos e problemas da sexualidade.

Por mais que o objetivo dessas postagens seja de caráter educativo, muitas pessoas acabam por se manifestar como se estivéssemos nos posicionando sobre a vida das pessoas, e não sobre aquilo que elas enfrentam. E sobre como resolver esses problemas.

Histórias pessoais

Vamos dar um exemplo muito comum de acontecer: já abordamos a questão da diferença de idade nos relacionamentos apenas com o objetivo de enfatizar que essa é uma questão pessoal na qual não devemos interferir. Mas muitos acabam exatamente fazendo o contrário do que nós sugerimos, opinando sobre esses casais com condenações envolvendo os personagens dessas histórias verídicas.Conflitos em sociedade

Outro dia surgiu no noticiário a história de um ator de televisão que teria traído a esposa e que, por isso, eles se separaram.

Já seria condenável e lamentável que isso sirva de notícia, mas aconteceu o pior: quando esse casal decidiu se reconciliar, a mulher foi severamente criticada.

E nesses casos é essencial fazer a pergunta a essas pessoas que se meteram na vida dela: o que é que você tem a ver com isso? Ou então: meta-se com a sua vida para encontrar o rumo certo.

Conflitos em sociedade

Cada vez mais, fofocas e detrações invadem o noticiário e as redes sociais, o que retrata o estado mental das pessoas.

assassinatos e suicídiosAtitudes como essas são as responsáveis pelo maior número de conflitos em sociedade. Elas dão origem a vinganças, reações violentas, bullying e até a assassinatos. Só não dão origem a coisas boas.

Cabe outra pergunta: o que leva as pessoas a serem fofoqueiras e, muitas vezes, até a detratarem alguém?

As respostas são bem fáceis de encontrar: os fofoqueiros e as fofoqueiras, invariavelmente, são recalcados e invejosos. E certamente não são pessoas felizes, do contrário não se importariam tanto com o que os outros fazem ou deixam de fazer.

Detratores e detratados

Já os detratores são normalmente a imagem dos retratados, que estão reagindo, esses detratores, ao que eles mesmos são.

Dizem os estudiosos do comportamento humano que a detração revela mais do detrator do que do detratado. Um exemplo típico seria o homofóbico. A homofobia seria o conflito entre dois homossexuais, ou seja: a revolta do homossexual que não aceita a sua própria homossexualidade, contra o homossexual que aceita essa sua condição de homossexual.homofobia e homossexualidade

É aceitável que você reaja, não de forma violenta, é lógico, contra quem lhe detratou ou mentiu sobre você. Mas o que é que levou essa pessoa a lhe criticar, a lhe ofender de forma gratuita ou a inventar mentiras a seu respeito? Pode ter sido inveja, despeito, recalque, sentimento de vingança. Uma coisa é certa: não é uma cabeça sadia.

Absorver preconceitos?

O pior é que, em relação aos preconceitos, por exemplo, exista quem absorva essa distorção de comportamento e, em vez de rejeitá-la, costuma absorvê-la em prejuízo de si própria. São os que acabam endossando o comportamento preconceituoso. reagir e não se meter na minha vidaSubjugam-se a ele, em vez de reagir contra ele. E prejudicam a si mesmas, adotando, por assim dizer, o preconceito que está embutido na cabeça dos outros em relação a si próprios.

Não é muito fácil encontrar pessoas que podem se dizer resolvidas. Estas jamais machucariam alguém. Pessoas nunca são totalmente resolvidas porque a vida nos deixa marcas. Mas existe um limite do qual não podemos passar, ainda que a vida nos tenha maltratado: é o limite segundo o qual, se você não quer que lhe aconteça, não deve fazer aos outros.

Mas a trajetória humana é muito complicada, como dissemos,  e sempre deixa marcas. Isso faz com que a maioria das pessoas não reconheça a si mesmas.

 

Meta-se com a sua vida para encontrar o rumo certo

Por isso mesmo, os psicoterapeutas devem se submeter a psicoterapias por longos períodos antes de começarem a atender seus pacientes. Caso não tomem essa precaução (aliás, esse cuidado indispensável) certamente deixarão que o desconhecimento de si próprios interfira nopsicoterapia atendimento ao paciente. Ou seja: normalmente quem julga o outro não conhece a si próprio, porque nossa mente é composta de consciente e subconsciente. E o que está no subconsciente precisa ser descoberto… e é tantas vezes responsável pela forma como agimos e como reagimos.

Portanto, meta-se com a sua vida para encontrar o rumo certo. E deixe a vida dos outros pra lá, a menos que você seja convidado a opinar, pela própria pessoa. Por exemplo: um grande amigo seu ou amiga, que pede a sua opinião. Do contrário, cuide da sua própria vida.

E uma coisa é certa: se você é feliz, jamais vai querer a infelicidade das pessoas.

Só para mulheres

Só para Homens

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.