Michel Temer, a esposa e a diferença de idade

Michel Temer, a esposa e a diferença de idade

O que você achou dessa história de ficarem falando da diferença de idade entre Michel Temer e sua esposa Marcela?

É o que me perguntaram, e só por isso vou responder.

Esse é um tema muito difícil, mas como eu garanti que não ia fugir de nenhuma pergunta vou responder.

Como todos já sabem, 0u pelo menos a grande maioria das pessoas, uma certa revista aí publicou uma reportagem sobre o relacionamento entre o deputado Michel Temer, que no momento em que publicamos este artigo já assumiu a Presidência da República, e sua esposa Marcela, 43 anos mais jovem.

A primeira coisa que eu devo fazer é dar os parabéns a mim mesmo, pois, como repórter político, conheço o deputado Michel Temer pessoalmente há vários anos, muito antes de ele se casar com a Marcela, e quando fiquei sabendo do casamento nunca tive a curiosidade de ir procurar quem é ela e se era mesmo bonita ou não, simplesmente porque é uma questão pessoal que só é da conta dos dois. Ninguém tem nada a ver com isso.

O meu contato com Temer era evidentemente de repórter com político que faz a cobertura do Congresso e, portanto, a vida pessoal dele simplesmente não me interessava.

Eu fui ver pela primeira vez a fisi0nomia da moçoila depois que começaram a pipocar na internet um milhão de comentários sobre a reportagem da revista, quando então era praticamente impossível, se você navega pela internet, deixar de ver e de ouvir falar nesse assunto.

 

E a revista conseguiu o que queria: gerar polêmica, o famoso “falem bem ou mal, mas falem de mim”.

Ou seja: propaganda gratuita para vender mais uma revista que por sinal andava meio sob fogo cruzado devido às críticas que parte considerável da Imprensa tem recebido em relação à cobertura jornalística do processo de impeachment em andamento.

Mas o negócio aqui não é política, então eu citei essas questões apenas para situar as pessoas que me acompanham no meu site ou no canal no Youtube.

E surge aí o primeiro questionamento: as feministas que criticaram a revista pela expressão “bela, recatada e do lar” nunca criticaram a publicação por não ter dado voz à pessoa retratada na reportagem. Ou seja: tanto a revista como as pessoas que criticaram a moça não procuraram saber o que ela pensa de tudo isso.

Falaram dela, e deixaram ela muda como uma estátua.

Olha, a primeira e principal crítica das chamadas feministas foi de que está se tentando impor um padrão de comportamento às pessoas.

Então tá, a mulher não tem o direito de ser recatada? Tem que ser escrachada?

A mulher não pode gostar de se dedicar ao lar e à família, tem que viver em baladas e em inferninhos?

As pessoas não podem elogiar a beleza de uma mulher, isso é proibido?

O que fazem as ditas feministas com essa reação a não ser fazer aquilo que elas mesmas criticam e condenam: impor um padrão de comportamento, só que exatamente o contrário daquilo que serviu de tema para reportagem?

Essa discussão sobre diferença de idade é muito antiga e nunca vai terminar, e uma das coisas mais ridículas que eu ouço é de que um sujeito que é rico e poderoso se casa com uma mulher jovem e bonita só para “aparecer”.

Ora, se ele for rico e poderoso o que ele nunca vai fazer é exatamente se casar, porque em vez de aparecer ao lado de uma mulher jovem e bonita ele vai poder aparecer sempre ao lado de muitas mulheres jovens e bonitas. E cá pra nós, né? O que não falta é mulher jovem e bonita querendo um homem rico e poderoso.

Aí vem a questão inversa: se ela se casou com um homem mais velho e poderoso só pode ter sido por interesse?

Pode ser que sim.

Mas pode ser que não.

Então as próprias perguntas fornecem as respostas: onde está escrito, em que livro, em que tratado, que é proibido ou que é impossível alguém mais novo gostar ou até amar quem tem muito mais idade?

Pode-se dizer até que é “mais difícil” acontecer, mas hoje em dia não apenas homens mais velhos se casam com mulheres mais jovens, como também mulheres mais velhas se relacionam com homens mais jovens.

E essas relações se tornam problemáticas?

Novamente pode ser que sim, pode ser que não.

Mas então me responda a mais uma pergunta: você nunca viu conflito sério entre duas pessoas jovens que se relacionam? Ou até mais do que isso: você já reparou que esses conflitos conjugais, mesmo entre pessoas jovens, se tornam cada vez mais frequentes?

Eu conheço inúmeros casos de casamentos entre pessoas jovens que duraram apenas alguns meses. Não emplacaram nem mesmo um ano de casamento.

Não será isso uma decorrência do fato de que todas as relações humanas é que têm se tornado progressivamente mais complexas, exatamente em razão de um mundo que se torna cada vez mais complexo, porque está cheio de preconceitos, de imposições, de achismos, de pessoas que opinam a todo instante sobre algo que não entendem?

Não será que o problema maior é o fato de as pessoas não entenderem a complexidade maior do mundo e mesmo assim tentarem se posicionar o tempo todo sem uma reflexão mais profunda, sem estudarem os comportamentos humanos, sem estudarem pelo menos um pouquinho de história, de psicologia, de um monte de coisas que é preciso estudar e sobre as quais é preciso refletir com mais profundidade para entender esse mundo?

Está bem, eu concordo: eu fiz mais perguntas do que apresentei respostas.

Mas faça essas mesmas perguntas a si próprio e me diga se a partir dessas perguntas você não vai encontrar as respostas.

Só mais uma coisinha: você acha que todas as pessoas são iguais?

Existem, sim, mulheres que preferem homens mais maduros, porque maturidade traz sabedoria.

Os jovens podem espernear à vontade, mas o fato é que idade significa mais vivência, mais experiências, mais reflexão e mais maturidade e sabedoria.

Vou lhe fazer outra pergunta e você mesmo vai ser capaz de encontrar a verdade na resposta.

Se você já é uma pessoa madura, não acha que se você, aos 17 ou 18 anos, já tivesse a maturidade que tem hoje, sua vida poderia ter sido completamente diferente?

Menos erros, menos mancadas, menos problemas.

E quanto mais se aprende, mais se aprende como aprender.

É lógico que isso não é uma generalização. Nada pode ser generalizado. Existem homens jovens maduros e homens mais velhos que não passam de uns bobalhões.

Mas isso não é a regra.

Assim como não é a regra que toda mulher jovem se junte a um homem maduro apenas e unicamente por interesse, sem nenhum sentimento.

Cada pessoa é uma pessoa.

 Quanto ao casal Temer, deixe eles em paz.

Se houver algum problema entre os dois, deixa que eles resolvam. O problema é deles. A não ser que você seja um amigo ou uma amiga íntima ou  que eles peçam a sua ajuda.
Se eles não pedirem, fique na sua.

Aproveite para ver nosso vídeo e conhecer nosso canal no Youtube. Há vários outros vídeos interessantíssimos no canal.

Aproveite para se inscrever no canal, clicando AQUI.

Um comentário em “Michel Temer, a esposa e a diferença de idade

  • 03/06/2016 em 230420
    Permalink

    Creio que as diferenças são superadas quando ha respeito e muito amor, de fato o que importa é o companherismo e muito sexo é claro, abraços a todos

    Resposta

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.

%d blogueiros gostam disto: