Como faço para saber se sou impotente?

Como faço para saber se sou impotente?

Frequentemente nos escrevem homens muito jovens, preocupados em saber se são realmente impotentes.

A preocupação desses jovens não é apenas saber qual seria o remédio para a cura da impotência, mas sim se são mesmo impotentes, ou se estão impotentes.

Você já teve essa dúvida?

Você que assiste com frequência este canal sabe perfeitamente que este é um tema recorrente, pois já fizemos vários vídeos a respeito.

Mas voltamos a este tema não por opção, mas porque os frequentadores do canal nos pedem. E porque o enfoque desta vez é um pouco diferente e não existem vídeos falando sobre o que vamos explicar aqui detalhadamente.

Afinal, fazemos os vídeos e os artigos não para nós, mas sim para as pessoas que frequentam as nossas plataformas, ou seja, para o nosso público.

E esses jovens agora não apenas têm dúvida sobre como fazer para melhorar a performance na cama, como também para saberem se, afinal, têm ou não problema de disfunção erétil.

Então de início podemos dar dicas preciosas, principalmente para aqueles homens que perguntam se o problema deles é simplesmente de ordem psicológica.

Em primeiro lugar, temos que admitir que, pelo menos em princípio, é improvável que um homem de 18 anos, como alguns que pedem para a gente abordar esse assunto, já sofram de disfunção erétil.

Não é só uma questão de idade, é lógico, porque mesmo homens de idade avançada, se estiverem com boa saúde, podem manter relações sexuais sem problema, até o fim da vida, apesar dos preconceitos, que normalmente são o resultado de muitas distorções e desinformação.

Falamos na idade porque evidentemente aos 18 anos o homem pode e deve estar, pelo menos, com os níveis hormonais dentro da normalidade, ou até elevados, o que faz com que ele tenha muito mais apetite sexual.

E a grande questão que surge então, diante da dificuldade de ereção, é: será problema psicológico.

Vamos então a algumas dicas:

Você costuma ter ereções matinais vigorosas, ou seja, costuma acordar com ereção, mesmo que não se lembre de nenhum sonho erótico que tenha tido à noite.

Quando você não está na presença de uma namorada ou de uma companheira com quem mantenha ou deseje ter relações, você costuma ter ereções normais, ou seja, costuma ter ereções fortes e mantê-las por um tempo razoável, mesmo que precise se estimular um pouco?

Veja bem: se a sua dificuldade ocorre apenas quando está na presença de uma pessoa, é lógico que é essa inibição, ou essa angústia, ou esse medo do fracasso que está fazendo você ter essa dificuldade.

Então temos um primeiro indício de que não é uma causa orgânica, mas isso não é suficiente para ter certeza, é apenas um indício.

Porque veja só, você pode estar dentro de um círculo vicioso: o medo causa impotência, e a impotência causa medo.

Você fica com medo de fracassar, e fracassa. E aí o fracasso faz com que você sinta medo de que aconteça de novo. E acaba acontecendo.

Então seria o caso de concluir: é encucação.

Mas existem outros fatores que podem levar à impotência sexual, mesmo que ela não ocorra sempre.

Você sabe se você é diabético? Porque diabetes e uma das causas da impotência.

Você tem pressão alta?

Veja que são enfermidades que as pessoas acreditam que surja só em idade avançada, mas é lógico que pessoas jovens podem ter diabetes e também pressão alta, além de problemas cardíacos. Tem pessoas que praticamente já nascem com isso.

E é por isso que falamos aqui que não é apenas uma questão de idade, porque existem homens com idade avançada que não sofrem de diabetes e nem são hipertensos.

Existe também a disfunção erétil que ocorre uma vez ou outra, e aquela que ocorre sempre, mas se você está angustiado é provável que você esteja nessa segunda situação.

E é preciso também você dizer com sinceridade: você consome drogas? Você fuma demais? Você é desses caras que não fazem nenhum tipo de exercício?

Então comece assim: verifique se você tem ereções matinais espontâneas ao acordar, mesmo que não tenha tido nenhum sonho erótico e não esteja grudado com a sua menina ao acordar.

Se você tem, você já tem alguma chance de ser mesmo encucação. E se você fuma, bebe, ou consome drogas, tem que dar um jeito nisso.

Agora vem uma segunda coisa que você deve fazer. Se você tem uma namorada, esposa ou companheira que seja legal, compreensiva e carinhosa, peça ajuda a ela. Conte o que está sentindo, perca a vergonha de admitir que está com essa dificuldade. Até porque é lógico que ela vai acabar notando, e aí pode dar minhoca na cabeça dela, que vai pensar que você não gosta mais dela, que ela está perdendo a graça pra você ou que você já arranjou outra.

Existem muitas causas pra impotência sexual e eu sei que algumas pessoas ainda podem ficar com dúvidas, mas podem perguntar à vontade.

Enquanto isso, dêem uma olhadinha no site, na aba Para Homens, onde já existem alguns programas de pessoas que garantem que já tiveram problema de ereção e que ficaram bons.

São pessoas que dizem que a testosterona, que é o hormônio masculino, não interfere na potência sexual, mas é lógico que, se esse hormônio estiver em níveis muito baixos, vai interferir sim. E vai ter outras consequências ruins, como fraqueza óssea, devido ao aumento da osteoporose, além de irritabilidade e até falta de disposição e de criatividade.

Mas é lógico que, como nós já dissemos, dificilmente os seus hormônios vão estar baixos, se você for jovem. Esses problemas de reposição hormonal só começam lá pelos 40 anos, embora para isso também existam soluções naturais, como existe também para a impotência O problema é existem pessoas que acreditam somente em remédio químico que vende nas drogarias.

Então, tirando essa história de dizer que nível de testosterona não interfere, porque interfere sim, veja o que essas pessoas têm a dizer. São vídeos que você pode assistir sem pagar. E que podem te dar mais algumas dicas.

Aí você vai ter mais informações ainda e vai ser mais fácil decidir que caminho tomar.

Uma coisa é certa: se você, depois de tudo isso, achar que é mesmo problema orgânico, aí vai ter que consultar o médico e fazer exames.

Mas não fique encucado. Muito raramente, mas muito raramente mesmo, um problema de disfunção erétil não pode ser resolvido.

E certamente o seu você vai conseguir resolver.

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.