Tô ruim na cama. Tem jeito?

Tô ruim na cama. Tem jeito?Vamos responder a perguntas de pessoas que assistem ao nosso canal e frequentam nosso site.

Eu já falei nesses assuntos em outros vídeos mas eles nunca se esgotam. E sabe por que?

Por causa de uma coisa chamada falta de qualidade de vida.

Então, preste bastante atenção em tudo o que eu vou falar.

(… no vídeo ou no artigo, que segue logo abaixo)

Como é que nós vivemos hoje?

Nos alimentamos muito mal, nos entupimos de refrigerante, dormimos mal, temos medo de pegar sol, não fazemos exercícios e, diante de qualquer dorzinha ou de outro sintoma qualquer, corremos logo para a farmácia.

E não se esqueça: sexo não é uma questão de ter que fazer para se sentir homem. Sexo queima calorias e faz bem à saúde.

Mas vamos começar pelo começo, é lógico.

Uma das pessoas que assiste aos nossos vídeos pergunta como melhorar a ereção e a libido.

Em primeiro lugar, é preciso saber a diferença. A libido é o desejo sexual, ou seja, a vontade de fazer sexo. Já a ereção é a capacidade de manter o pênis ereto. Sem isso, surge a impotência, que, é lógico, é a falta de ereção, ou seja, é a incapacidade, total ou parcial, de ter ereção, de ficar com o pênis ereto ou de manter ele ereto durante todo o ato sexual.

Quer ver como são coisas diferentes? Por exemplo: a mulher não tem ereção, mas pode ter falta de libido, ou seja, não ter vontade de fazer sexo.

Apesar dessa diferença entre falta de libido e de ereção, as duas coisas podem estar interligadas. Vamos ver isso em mais detalhes.

Os médicos antes diziam que a partir dos 40 anos de idade os homens já começavam a ter problema de impotência sexual. Hoje isso já está baixando para 35 anos, e vai baixar mais, se as pessoas não se cuidarem.

Muitos conceitos estão caindo e muita coisa nova vem surgindo. Por isso, é fundamental se manter bem informado.

O que faz o homem quando começa a ter dificuldade de ereção? Corre para a farmácia e compra as famosas pílulas azuis e de outras cores, as famosas pílulas do sexo.  Que até podem provocar ereção, é lógico, mas fazem um mal tremendo. E acabam viciando, porque o homem fica inseguro e fica com medo de não ter ereção e decepcionar a parceira, então passa a tomar essas pílulas mesmo que não precise.

É fato comprovado que homens jovens estão se transformando nos maiores consumidores dessas pílulas.

Porque a nossa vida está toda errada. E isso não é de hoje.

Um breve parêntesis que também tem a ver.

Reposição hormonal, vamos lá. Uma pessoa me pergunta como se faz.

Bom, você tem que fazer um exame de sangue para ver se os níveis dos seus hormônios estão normais.

E não é só testosterona, não.

Aí, dependendo desses níveis, você pode precisar fazer reposição hormonal, mas existem duas formas.

A primeira é simplesmente passar a fazer o seu corpo receber esses hormônios fabricados em laboratório, o que exige supervisão médica. Jamais faça essa reposição hormonal sem acompanhamento médico rigoroso.

A segunda forma é fazer o seu corpo passar a produzir mais hormônios.

E isso pode ser feito a vida inteira, o que vai adiar ou até tornar desnecessário que você precise desses produtos fabricados em laboratório.

É aí que entra a chamada qualidade de vida.

Em princípio, o homem jovem, principalmente, começa a ter dificuldade de ereção porque não cuida disso.

Bebe demais, muitas vezes fuma ou consome drogas, se alimenta mal e não dorme direito.

Aí acha que basta tomar maca peruana ou tribulus terrestris que vai ficar no maior tesão. E quando vê que não consegue corre para pílula do tesão. Que nada mais é do que uma droga que aumenta o fluxo de sangue para o pênis, mas que tem efeitos colaterais, muitas vezes sérios, sem contar que não pode ser ingerida por qualquer pessoa, dependendo do seu estado de saúde e de algumas doenças, como problemas de coração e vários outros, que podem causar até a morte se o sujeito sofrer dessas doenças e tomar essas pílulas.

Então, em primeiro lugar: ir ao médico para saber se tem alguma dessas doenças.

Mas existe uma outra solução não só para evitar doenças como para não precisar tomar essas pílulas. Mas é lógico que os fabricantes de remédio não vão nunca te dizer isso, porque, senão, eles vão vender remédio para quem, se todo mundo ficar sabendo?

Pois é: a maior arma deles para vender remédio é a desinformação.

E também a forma como as pessoas vivem hoje, fazendo tudo errado ou deixando de fazer as coisas certas.

O ciclo está estabelecido: os laboratórios fabricam remédios porque o ser humano fabrica as doenças, que precisam de remédio, que resultam em mais doenças, que aumentam o consumo de remédios.

E quem morre no final é você.

É lógico que existem causam orgânicas que provocam problemas de ereção, a famosa impotência. Hipertensão, diabetes, cirrose hepática, insuficiência renal e o famoso etcétera. Ou seja: mais um monte de coisas.

Mas é lógico que as doenças não vêm do nada. Elas entram no seu corpo principalmente por causa da falta de qualidade de vida e dos péssimos hábitos, que, entre outras consequências, impedem seu corpo de fabricar os hormônios essenciais à sua saúde ou que aumentam as substâncias no seu corpo que fazem mal, como os níveis de cortisol, que por sua vez impedem a produção de testosterona no seu corpo. E por aí vai.

A nossa vida vira aquela máquina que faz o rato ficar girando naquela roda do rato, sem nunca conseguir parar.

Surgem as doenças e os distúrbios hormonais, que por sua vez provocam doenças,  muitas vezes alimentados pelo excesso de álcool, pelo fumo, pelo estresse, pelos péssimos hábitos de vida e pela péssima alimentação.

Ou você acha que comendo sanduíche e bebendo refrigerante todo dia vai ter saúde e tesão?

A primeira coisa é a seguinte: você se alimenta mal. Não só porque a indústria de alimentos produz muita porcaria, porque também você deixou de comer e de consumir o que a natureza produz, isto sem contar que nem tudo o que a natureza produz está tão rico como antes.

Mas mesmo que frutas e verduras não tenham a mesma qualidade de um tempo atrás, é melhor consumi-las do que ficar comendo porcaria. E repor da melhor forma possível o que pode estar faltando.

Quer ver um exemplo? Vitamina D3, que na verdade é um hormônio, que está em níveis deficientes na maioria da população não apenas devido aos péssimos hábitos como também à falta de sol.

Cuide dos seus hábitos de vida e cuide da sua alimentação que você estará cuidando de sua saúde, do seu tesão e da sua libido.

Vamos a algumas dicas rápidas:

Pela manhã, se você não estiver fazendo o chamado jejum intermitente, em vez de tomar café da manhã com pão cheio de margarina, que é um verdadeiro veneno, tome um suco verde. Pode colocar nele couve, alface, gengibre, o espinafre do Popeye, lembra? E até pimenta.

Se você não sabe, pimenta é antioxidante e faz muito bem à saúde. Ajuda até a prevenir depressão, pois promove a liberação de endorfina, gerando sensação de bem-estar e euforia. Ou seja: é benéfica em casos de estresse e tensão.

Aprenda uma coisa: nem toda gordura faz mal. Para cozinhar alimentos, em vez daqueles óleos de supermercado, use gordura saturada, como banha de porco ou óleo de coco. Ômega 3 também é fundamental para a sua saúde e também manter a dose certa de colesterol. O colesterol alto faz mal? Pois saiba que o colesterol baixo pode ser ainda pior. Tem que ser tudo nos níveis certos. Coma ovos (principalmente os ovos caipira), peixes do mar, faça consumo dos óleos de linhaça e de chia. E não se esqueça das gorduras monoinsaturadas, que estão no abacate, nas amêndoas, nozes, castanhas, azeite extra virgem, em tudo isso que a natureza produz e que faz muito bem, tenha certeza disso.

Mas fique atento: tudo o que você comprar de natural tem que ter boa procedência. Não pode estar oxidado nem pode ser falsificado. Porque nesse país não é só político que é corrupto, não. Falsifica-se tudo, do tribulus terrestris ao sal rosa do Himalaia. Certifique-se da boa procedência.

Mais um item importante:

Faça exercícios físicos. Caminhar faz bem, principalmente caminhar em passos bem acelerados. É melhor do que correr. Mas não é só nos finais de semana não. Se você se tornar o chamado atleta de fim de semana, aquele que só faz exercício no sábado ou no domingo, vai sobrecarregar seu coração e o efeito vai ser maléfico, e não benéfico. Procure fazer exercícios em dias alternados. Um dia sim, outro não. Para melhorar a produção de testosterona, faça exercícios com peso, como musculação, procurando exercitar todos os músculos do corpo.

Durma sono profundo. Para isso é preciso dormir em ambiente escuro, o mais escuro possível, sem nem um pontinho de luz. É porque se tiver luz no ambiente o seu cérebro vai interpretar que está de dia, e você não vai ter sono profundo e, portanto, não vai fazer seu cérebro produzir os hormônios essenciais à sua saúde e ao seu bem estar.

Se você não pega sol, certamente vai precisar repor a vitamina D3. Outras substâncias essenciais, como magnésio, selênio e zinco, não podem faltar. Consulte um médico que tenha conhecimento de nutrologia.

Siga essas orientações. Ou então continue tomando as pílulas do tesão.

E boa morte.

Ou melhor, desculpe: boa sorte.

Você vai precisar muito dela.

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.