3 vícios que arrasam qualquer relacionamento

3 vícios que arrasam qualquer relacionamentoVamos relatar aqui 3 vícios que arrasam qualquer relacionamento. Aliás, quem dera que fossem só 3 vícios. Na verdade, são muitos vícios, fatores e circunstâncias que matam qualquer relacionamento.

Mais uma vez, embora o comentário esteja publicado, preferimos ocultar a forma como se identificou a frequentadora do canal, por se tratar de um desabafo pessoal.

Ela na verdade nem o nome mencionou, mas sim um pseudônimo. Mas para nós o que interessa é o problema em si, e não identificar qualquer recurso utilizado por quem pretende desabafar sobre um drama pessoal ou perguntar de forma séria e sincera.

Afinal de contas, um número grande de pessoas pode estar sofrendo o mesmo drama. O que importa, portanto, é encontrar uma solução.

3 vícios que arrasam qualquer relacionamentomarido estranho

Somente neste comentário, a frequentadora do canal citou 3 vícios que arrasam qualquer relacionamento: vício em droga pesada, em pornografia e em masturbação. De quebra, podemos citar mais um: o isolamento. Mas, como já dissemos, são mais de 3 e mais de quatro também. Vá lendo (ou assistindo mais adiante).

Vício em droga pesada inclui o vício em álcool, que também destrói relacionamentos. A questão é que, como expressiva parcela da população costuma consumir bebidas alcoólicas, e como essas bebidas não são proibidas, o álcool não costuma ser incluído entre as drogas pesadas. Mas, da mesma forma que a cocaína e o crack, citando apenas dois casos, o álcool causa dependência química e destrói neurônios ao longo da vida.

Sexualidade afetada

Isto mesmo: as drogas afetam o seu cérebro, que é quem comanda tudo. Por isso elas fazem tanto mal e viciam. E afetam também a sexualidade. Muitas pessoas usam o álcool para se desinibirem na hora da relação. Usado de forma moderada, a pessoa pode realmente se soltar um pouco mais na hora do sexo. Mas o uso abusivo de drogas, sejam elas quais forem, provoca o efeito contrário. E inclusive impotência sexual, se forem usadas de forma exagerada.

A frequentadora do canal acaba resumindo tudo à sua aversão por pornografia, que também, muitas vezes, se torna um vício. E que, como todo vício ou exagero, também pode acabar fazendo mal. Da mesma forma que a masturbação.

Depende do relacionamento

Como nós já explicamos em outros artigos, a masturbação faz parte da descoberta do corpo e do prazer nas chamadas zonas erógenas durante a infância, podendo estender-se à adolescência. Mas, embora alguns estudiosos digam que ela é prática usual também por todos os homens adultos, isto não é verdade.pornografia

A menos que também se torne um vício, tanto homens como mulheres que tiveram um desenvolvimento normal, sem tabus nem repressões, comumente não sentem falta da masturbação se estiverem numa relação harmoniosa e prazerosa. A questão é que poucas relações hoje em dia se encaixam nessas características.

Pão-duro: não case

Existe também um problema que estraga ou pelo menos abala relacionamentos: a avareza, o famoso pão-durismo. Não estamos aqui incentivando o consumismo compulsivo e exagerado, mas apenas alertando quanto ao comportamento das pessoas que costumam encarar o dinheiro como se fosse algo que pudesse ser levado para o túmulo.dinheiro pão duro

Faça suas economias, não gaste mais do que ganha, não seja irresponsável no que se refere às suas finanças. Isso não significa tornar-se egoísta ou ranzinza, o que – inevitavelmente – causa transtornos num relacionamento. Como já mencionamos, fica comprovado que são mais do que 3 vícios que arrasam qualquer relacionamento.

Isolamento e humilhação

No caso da frequentadora do canal que relata o comportamento que ela mesma descreve como muito estranho, existe também a atitude de isolamento do companheiro. Isso significa ignorar, menosprezar e fazê-la sentir-se humilhada.

Pelo depoimento, que tem apenas 3 linhas de texto, dá para perceber que ela, ainda assim, pretende manter a relação. Ou por gostar muito do marido. Ou por haver alguma situação de dependência econômica, emocional ou psicológica da parte dela.

Evidentemente não dá para deduzir sem ter acesso a mais detalhes. O fato é que é muito difícil suportar essa situação por um período prolongado. Dependendo do caso, nem mesmo por um período curto.

 

Quem se livra?

O que podemos deixar aqui registrado é que ninguém se livra de vícios apenas por influência de outra pessoa. O primeiro pressuposto é o próprio viciado querer se livrar do vício. Quando essa decisão ou essa convicção não existe por parte do viciado, ele até pode obter uma solução temporária, largando o vício por um curto período. Mas é praticamente certo que se tornará reincidente, se essa vontade e essa convicção em se curar não fizerem parte dele.

alcoolismoE como essa convicção ocorre? Se ele realmente amar a companheira e ver-se diante da situação real de perdê-la, este pode ser o início da solução. Mas normalmente é preciso mais do que isso. E quando ocorre a perda e ele só então acorda para o problema, e não existe a possibilidade de reconciliação, torna-se previsível que o vício se agrave e que sobrevenha até mesmo a depressão.

Para evitar que as coisas se compliquem a tal ponto, é preciso que o próprio viciado perceba o quanto o vício está prejudicando a sua própria vida em todos os sentidos. Ainda assim, nada será solucionado se não houver realmente empenho e muita força de vontade.

Este é um dos mais graves entre os 3 vícios que arrasam qualquer relacionamento.

 

Dependência química

Especialmente no caso dos vícios que levam à dependência química, é necessário um longo tratamento. E é indispensável o acompanhamento de profissionais bem preparados para que o organismo se livre dessa dependência. Pode ser um processo longo, demorado, sofrido e difícil.

A melhor providência que uma pessoa pode tomar na vida, portanto, é não se viciar. Desfrute da vida com o que ela tem de bom. Será – sem a menor dúvida – mais do que suficiente para conquistar a felicidade. Abra bem os olhos e direcione o seu olhar nesse rumo. Não caia na velha armadilha de que irá apenas experimentar uma droga viciante e depois largá-la. Esse é o truque dos traficantes para fazerem você cair na rede deles. E lembre-se sempre de que é ele que está lucrando com a sua infelicidade.

Recado Secreto FANPAGE

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.