Camisinha: você tem certeza de que sabe usar?

Camisinha: você tem certeza de que sabe usar?

Vamos começar derrubando as hipocrisias: não, transar com camisinha não é a mesma coisa do que transar sem camisinha. É lógico que tem aquela velha piada de que é o mesmo que chupar bala sem tirar o papel, o que também é um certo exagero. Mas quem faz sexo de verdade sabe que o contato com a mucosa não pode ser igual ao contato com um objeto de látex.

Só que tem uma coisa: é preciso usar camisinha e ponto final!!!

Porque a menos que você tenha uma relação estável e que ambos os parceiros tenham absoluta certeza da fidelidade, o que anda cada vez mais difícil, principalmente depois que as mulheres passaram a trair tanto quanto os homens, ou até mais, é preciso sim, se proteger, tanto homens como mulheres, seja lá que tipo de sexo você esteja fazendo.

Se preferir, assista ao vídeo. O texto prossegue logo abaixo.

Da mesma forma é preciso também falar o oposto disso: tem mulher e tem homem fiel sim. Eu namorei com uma mulher que disse que pra gente transar sem camisinha ela ia exigir que a gente fosse junto ao posto de saúde fazer os exames e depois queria fazer tudo grudada a mim, tudo junto, pra que não houvesse perigo de traição. Eu disse que por mim tudo bem. Mas tem aquela pessoa sem vergonha que quer justamente o contrário: nunca fazer nada junto com você, para poder te trair.

É lógico então que é preciso usar camisinha, porque até o sexo oral transmite doença. Tanto a mulher transmite par o homem, como o homem transmite para a mulher. E essa história de que basta ver se a pessoa está limpinha é outra balela, porque as DST, ou seja, as doenças sexualmente transmissíveis nem sempre estão visíveis a olho nu. Ou você tem olhos de microscópio para enxergar vírus e bactérias???

Mas a gente já falou em outros vídeos sobre doenças e este vídeo de hoje é pra falar de outra coisa: já que é preciso usar camisinha, será que você sabe usar?

Se você está preocupado com a falta de sensibilidade na relação, ou seja, já tem consciência de que o contato com a mucosa é muito mais agradável, procure as camisinhas sensitivas, ultrafinas, que não vão arrebentar só porque são mais finas, mas sim se você não souber usar. Ou se usar de uma marca duvidosa, que você vai comprar só porque é mais barata. Lembre-se: o barato sai caro. Sempre.

Porque camisinha se rompe se for de procedência duvidosa, ou se você não souber usar, ou não souber guardar, como é o caso das pessoas que guardam a camisinha na carteira de dinheiro ou até no porta-luvas do carro. Assim, é óbvio que elas vão ressecar, é óbvio que vão romper com muito mais facilidade. Mesmo se o roça-roça tiver legal e bem lubrificado. O perigo vai ser sempre maior.

Se a mulher for dessas geladas, que você só nota que é gelada depois que está com ela na cama, porque não dá para fingir prazer e só acha que engana quem acha que todo homem é babaca, então use camisinha texturizada, que provoca maior fricção no canal vaginal.

Isso não é garantia de sucesso, não vai garantir que a mulher vai ficar louquinha por você, porque essa frieza está na cabeça, assim como se você for um cara frio vai estar na sua cabeça de cima, e não na cabeça de baixo.

É o mesmo caso do cara que tem ejaculação precoce e usa camisinha de efeito retardante, achando que vai demorar a ejacular.

Isso até pode ajudar em casos raros, mas novamente a sua ejaculação precoce não está na cabeça de baixo, está no seu cérebro, no seu lado emocional, no fato de você estar tão angustiado de impressionar a gata que acaba gozando rápido.

E nesse caso a solução não é a camisinha, mas sim cuidar da cabeça de cima. Procure um especialista. Tem muitos por aí que podem te ajudar. Ejaculação precoce não é caso sem solução.

E é preciso você se conscientizar de uma coisa: nem toda mulher quer que você demore meia hora ou mais. Algumas nem gostam disso. Aprenda que a mulher que sabe o que é carinho quer carinho, que sabe o que é amor quer amor, que sabe o que é afeto quer afeto. Que sabe o que é sexo de verdade quer sexo de verdade. E não é o modelo, o tipo ou a marca da camisinha que vai tornar o sexo verdadeiro.

Há também as pessoas que tem alergia ao látex. Mas já existe camisinha que não tem látex na composição. São mais difíceis de achar, são um pouquinho mais caras talvez, mas certamente ainda são muito mais baratas do que qualquer DST.

Finalmente, alguns avisos rápidos, porque este vídeo já está ficando muito longo e não dá para falar tudo sobre as camisinhas.

É preciso olhar sempre o prazo de validade da camisinha, outra causa de ela se romper mais facilmente, se esse prazo estiver vencido.

E se você é tão pão duro a ponto de achar que camisinha é caro, vá a um posto de saúde. Eles são obrigados a fornecer. Se não tiver, dê bronca, reclame. É um direito seu. Lute pelo seu direito. E não fique com vergonha de exigir a camisinha. Vergonha é não usar e pegar uma doença. Aliás, mais do que vergonha, porque você sabe que doença sexualmente transmissível pode ser uma forma de você nunca mais ter chance de vivenciar um momento íntimo com todo o prazer que ele pode proporcionar.

E por favor, deixe dessa burrice de achar que usar duas camisinhas é maior proteção. Isso é burrice. Elas vão roçar uma na outra e podem romper. Então, esqueça essa que é uma burrice, e não uma proteção.

E só mais um lembrete: camisinha não evita só doença. Evita também gravidez. E tem muita mulher por aí que está doida para você botar um filho nela para viver a vida toda às suas custas.

Então, usar camisinha é mais esperto do que você imagina.

Por isso, saiba usar.

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.