Sexo mata ou isso é mito?

Sexo mata ou isso é mito?

A expressão morrer de amor é bem popular.

E sexo? Será que também é possível “morrer de sexo”?

Ora, possível é. Mas certamente tem mais gente morrendo de amor do que de sexo.

A não ser que você esteja se referindo a sexo violento. Esse pode matar.

Mas numa relação sexual consentida, em que haja sentimento, amor, carinho, a taxa de mortes é baixíssima, quase inexistente.

E, se ocorrer, não terá sido exatamente o sexo que provocou a morte, mas sim o fato de a pessoa já ter uma doença que poderia matá-la em qualquer outra circunstância, mesmo que não estivesse fazendo nada. Nem sexo.

Existem casos típicos. Uma delas: doença cardíaca grave. Essa pode matar em qualquer atividade física, até numa caminhada, ou na prática de esportes pesados, é lógico.

Mas ainda assim o índice é muito baixo.

É lógico que, se você tem problemas de coração, deve consultar sempre o seu médico para se prevenir quanto aos cuidados que deve tomar, não só na prática esportiva quanto no sexo.

Se você prefere assistir ao vídeo, clique a seguir. Se prefere ler, o texto prossegue logo abaixo.

Como você deve saber, tem torcedor fanático que tem problema cardíaco e os médicos não recomendam nem que eles assistam a jogos de times pelos quais são muito apaixonados.

Existe também o chamado AVC, Acidente Vascular Cerebral, o popular derrame. Mas esse também não precisa que você esteja fazendo sexo para que ele ocorra.

Um grande amigo meu teve um AVC enquanto consertava um carro. E tem gente que sofre um AVC até dormindo. Então, não culpe o sexo, mas procure manter sua saúde em dia.

Aliás, sexo também é considerado um exercício. Só que é classificado como de intensidade baixa quanto a riscos. É muito raro sexo matar.

Mas se você junta sexo com drogas pesadas, se você abusa de substâncias químicas e se bebe demais, aí já fica perigoso. E mais ainda se você tiver problemas cardíacos, é lógico.

Mas você não tem que deixar de fazer sexo. O que você tem é que deixar de se drogar e parar de beber tanto; se for o seu caso, lógico. Tem que parar de se envenenar.

Vicie-se em sexo, no bom sentido.

Está deprimido, triste? Procure a companhia de pessoas carinhosas.

Vai fazer um bem danado.

Incomparavelmente melhor do que qualquer droga química, que, esta sim, te aproxima da morte.

Aliás, se você não sabe, sexo faz bem para o coração. Não quer dizer que você vai se curar de um problema cardíaco. Mas se você não teve um infarto, por exemplo, e não tem ponte de safena, casos em que você precisa ter a orientação de um médico, é lógico, o sexo vai lhe fazer bem.

Já está comprovado que o sexo saudável tem consequências saudáveis. E o que eu chamo de saudável? Aquele sem forçação de barra, aquele que é feito por duas pessoas que desejam fazer, que estejam mesmo a fim um do outro.

Nesses casos o sexo libera uma substância no seu cérebro que se chama endorfina, pela sensação de felicidade e de bem-estar. É a mesma substância que combate, por exemplo, a depressão.

Então, sexo não mata, sexo faz bem, desde que seja com prazer pra você e pra quem está com você.

É o mesmo ditado dos antigos hippies: faça amor, não faça a guerra.

Deixe aqui o seu recado

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.